Agripino comenta manifestações do dia 12

O presidente nacional do Democratas, José Agripino (RN), disse nesta segunda-feira (13) que, independente da queda do número de brasileiros que participaram das manifestações deste domingo (12), a indignação do Brasil à corrupção do governo do PT cresce a cada dia. “Se as manifestações foram numericamente menores, o mesmo não se pode dizer do nível de indignação e protesto dos que foram às ruas”, afirmou o parlamentar pelo Rio Grande do Norte.
No dia 15 de março, dois milhões de pessoas foram às ruas por todo o Brasil para protestar contra o governo Dilma. Neste domingo (12), foram cerca de 700 mil pessoas em 218 municípios brasileiros indignados com a corrupção. Grande parte exigia a saída imediata da chefe do Executivo – pesquisa divulgada neste sábado (11) pelo Datafolha mostrou que 63% dos brasileiros defendem o impeachment da presidente Dilma.
Para Agripino, os números da pesquisa refletem o cansaço e exaustão da população à gestão petista. “Os números revelados por recente pesquisa quanto à adesão dos brasileiros à tese do impeachment traduz a indisposição da sociedade aos governos do PT”, acredita. “Me fiz presente nos movimentos de 15 de março e 12 de abril. Fui testemunha da indignação e revolta dos brasileiros com um governo que há anos convive com a improbidade e se habituou ao fato de ser proprietário do poder”, acrescentou.
José Agripino lembrou ainda que seu partido faz oposição responsável ao governo do PT, não apenas fazendo críticas como apontando caminhos para correção de rumos. “O Democratas, como partido que exerce oposição há 12 anos, mantém-se na luta ao lado das mudanças que o Brasil exige”, destacou o senador potiguar.

Faça um comentário, sua opinião é muito importante para nós.