Mau cheiro e transbordamento podem ser causados por ligações inadequadas de esgoto

Instalações irregulares de esgoto e de caixas de gordura podem trazer vários prejuízos para o meio ambiente e para a população, como a poluição, mau cheiro, doenças de veiculação hídrica e transbordamentos. A instalação deve seguir os cuidados da norma NBR 8160, que garante higiene, conforto e segurança dentro e fora do imóvel, seja ele residencial ou comercial.
A população deve ter cuidado redobrado em áreas com obras de esgotamento executadas pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern). È comum que antes de receber o aviso de ligação da Caern, documento que autoriza a interligação do imóvel à rede, o morador realize este procedimento por conta própria. Sem ter para onde ser transportado, visto que o sistema não está concluído, o esgoto acaba por trazer os transtornos citados.
O mau cheiro é um indicativo de ligações clandestinas na rede de esgoto que ainda não entrou em funcionamento, devido ao acúmulo de dejetos parados na tubulação. Caso parecido é a interligação indevida do esgoto doméstico na rede de drenagem da Prefeitura, dimensionada para receber apenas água de chuva.
Quando o mau cheiro é identificado próximo às bocas de lobo (“bueiro” localizado próximo as calçadas, para captar a água pluvial, da prefeitura da cidade) é sinal de que a rede de drenagem pode ter recebido ligação de esgoto indevidamente. Como estes bueiros são abertos, o cheiro se espalha facilmente na via.
CAIXA DE GORDURA –  Outra razão para transbordamentos e mau cheiro é a instalação incorreta ou a falta de manutenção periódica da caixa de gordura do imóvel. Se residencial, a limpeza deve ser feita a cada seis meses, e sendo comercial, a cada mês. Essa manutenção evita o acúmulo de gordura na tubulação, que endurece e diminui a vazão da caixa.
LIGAÇÃO –  Quando a Caern instala a rede de esgotamento em uma rua não significa que o sistema está pronto para receber ligações dos imóveis. O sistema de esgotamento é composto por estações de bombeamento e de tratamento dos efluentes, que garantem o destino adequado do material coletado. Somente quando são concluídos efetivamente, haverá o esgotamento sanitário.
Por isso, o proprietário deve esperar receber o aviso de ligação da Caern, por escrito, autorizado-o a interligar o ramal de seu imóvel com a rede coletora. Não é incomum que as equipes de operação e de obras da empresa encontrem ligações irregulares, que atrapalham também o andamento da obra. Os motivos são variados e trazem grande desconforto à população, além de contrariar as normas de segurança destas instalações.

Faça um comentário, sua opinião é muito importante para nós.