Mossoró – Horta Didática seleciona 8 bolsista na Ufersa

Programa “Horta Didática na Escola” abre oito vagas para bolsistas destinadas a estudantes dos cursos de graduação em Biotecnologia, Engenharia Química, Agronomia, Medicina Veterinária, Ecologia e Administração da Universidade Federal Rural do Semi-Árido.
As vagas são destinadas para trabalhos com os projetos vinculados ao Programa, assim distribuídas: 1 vaga para Implantação de Horta Didática em Escolas Públicas de Ensino Fundamental; 2 para Promoção da Saúde pela Higiene Pessoal e Alimentar; 3 para o projeto Futuro Empreender: a horta como oportunidade de negócio.
Dentre essas vagas se distinguem 6 vagas com bolsa de imediato, 1 vaga com bolsa a partir de setembro e 1 vaga para voluntário. As inscrições serão gratuitas e os interessados devem realiza-las no Departamento de Ciências Animais (DCAN), Bloco II, Sala 03, com o Prof. Weslley de Souza Paiva; ou no Laboratório de Imunologia e Parasitologia Molecular, Bloco de Laboratório de Biotecnologia e Ecologia, Câmpus Oeste, com o técnico João Inácio, entre os horários de 8h às 11h e das 14h às 17h, seguindo até o dia 29 de maio.
O Programa Horta Didática é uma das iniciativas selecionadas pelo Edital Proext do Ministério da Educação – MEC e se sustenta em 4 projetos., um deles é o de Implementação de Horta Didática em Escolas Públicas de Ensino Fundamental, com cursos sobre técnicas agrícolas nas escolas com abertura para comunidade.
“Os alunos do ensino fundamental aprendem a preparar os canteiros, fazer o plantio das mudas, as regas diárias, os tratos culturais, a limpeza dos canteiros, como cuidar do solo e acompanhar o desenvolvimento das plantas”, explica o servidor Giorgio Mendes Ribeiro, coordenador do Projeto Horta Didática na Escola.
Uma segunda iniciativa do Programa visa a Promoção da Saúde Pela Higiene. Já com o Futuro Empreender: horta como oportunidade de negócio é levada noção de empreendedorismo aos alunos da Educação Infantil e Fundamental. A quarta frente do programa é o Compartilhamento de saberes: inclusão social para difusão do conhecimento.
Com essa última inciativa as crianças e jovens atendidos são do Centro de Atenção Psicossocial da Infância e da Adolescência – CAPSi do município de Mossoró.
O programa também é executado nas cidades de Angicos e Caraúbas, no âmbito do Projeto Atos de escrita de jovens em situação de transtorno global de desenvolvimento no encontro com tecnologias digitais, por meio do Edital da Pró-reitoria de Extensão, sob coordenação da professora Dra Karla Rosane do Amaral Demoly.
Durante os quase dois anos do Projeto, cerca de 1.800 crianças já participaram de alguma atividade. As hortas já estão implantadas em duas escolas e várias atividades já fora ofertadas em outras unidades educacionais como oficinas e palestras sobre alimentação saudável.
Uma dessas apresentações, por exemplo, foi na Unidade Infantil Lucia Maria Nogueira Mendes, com cerca de 300 crianças de 0 a 3 anos atendidas. Durante o intervalo da tarde, eles acompanharam uma apresentação cultural com bonecos de fantoches e a presença do Seu Noura, mascote do Projeto.

Faça um comentário, sua opinião é muito importante para nós.